Autor: Sergio Pires

Jovens fazem Drive Thru para arrecadar alimentos para famílias carentes

Grupo Escoteiro Leão de Judá colabora para arrecadação de cestas básicas para mais de 100 famílias em estado de vulnerabilidade na região de Eldorado. Um dos lemas do escotismo mundial é “estar sempre alerta”, e foi com esta atenção que os jovens do Grupo Escoteiro Leão de Judá, um dos Ministérios da Igreja Metodista Livre de Diadema, criaram o Drive Thru para arrecadação de alimentos para famílias carentes da região. Desde o inicio da pandemia há 5 meses, cerca de 300 cestas básicas já foram arrecadadas, beneficiando mais de 100 famílias do bairro de Eldorado. De acordo com Humberto Onishi, um dos líderes do grupo escoteiro, e um dos organizadores da campanha, a ideia de ajudar surgiu no começo da pandemia, quando acompanhou pela mídia pessoas perdendo seus empregos e suas fontes de renda para sobrevivência. “Naquele momento começaram a surgir várias pessoas e comunidades se ajudando, isso me despertou a vontade de fazer algo pelo próximo, ajudar e dar um pouco de esperança àqueles que estão passando por dificuldades”, relatou. Por fazer parte do …

Nova cartilha de saúde mental aborda crianças na pandemia

 “A pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) tem trazido mudanças na vida cotidiana das crianças. Há indícios de que a taxa de mortalidade nessa faixa etária é relativamente menor em comparação a outros grupos, como adultos e idosos. No entanto, é preciso afirmar que todas as crianças estão suscetíveis às repercussões psicossociais da pandemia. A desigualdade social também determina diferentes níveis e condições de vulnerabilidade sobre a experiência da infância, de modo que os profissionais da saúde devem estar atentos às demandas de atenção e cuidado que se produzem nessa situação”. Essa é a reflexão proposta pela nova cartilha da série Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia Covid-19, elaborada por pesquisadores colaboradores do Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde (Cepedes/Fiocruz), sob coordenação de Débora Noal e Fabiana Damásio, diretora da Fiocruz Brasília. O objetivo da cartilha é apresentar aspectos referentes à saúde mental e à atenção psicossocial de crianças no contexto da pandemia, destacando fatores relacionados à sobrecarga de trabalho e de demandas no âmbito familiar e à fragilização do funcionamento das …

Adoniran Barbosa, o morador ilustre da Cidade Ademar

“… Moro em Jaçanã, se eu perder este trem, que sai agora às onze horas… Só amanhã de manhã…” Todos conhecem este famoso refrão da música “Trem das Onze” do grupo Demônios da Garoa de autoria de Adoniran Barbosa. Mas, o que poucos sabem, é que, com o dinheiro que ganhou com esta música, reformou sua casa na Vila Inglesa, na região da Cidade Ademar, onde morou 27 anos, de 1955 a 1982, ano de seu falecimento. Adoniran chegou ao bairro em 1955 quando adquiriu o terreno de dois lotes na Rua Coronel Francisco Júlio Cesar Alfierri, número, 406, conhecida como “Rua da 43”, em ao 43° Distrito Policial que fica na mesma rua. De acordo com seu sobrinho, Sérgio Rubinato, o imóvel foi adquirido com o seu primeiro sucesso “Saudosa Maloca” do mesmo ano. Muitos sucessos da carreira de Adoniran e os Demônios da Garoa foram composta na Vila Inglesa, hoje pertencente à região da Cidade Ademar. De acordo com Rubinato, que também trabalhava para Adoniram, o músico nunca morou no Bixiga, Brás ou …

Grupo de Rap faz homenagem ao Jardim Miriam

O grupo de rap Mensageiro estourou no compartilhamento de what’s app com os moradores da região com sua música “Nossa Quebrada”, que faz homenagem ao Jardim Miriam e a todos os outros bairros vizinhos. O compartilhamento do vídeo foi tanto que chegou até a Inglaterra, ao craque Lucas Moura, que foi revelado no bairro, e hoje joga no Tottenham, e é um dos homenageados na música. O jogador agradeceu ao grupo. No último final de semana o compartilhamento do grupo chegou a ex-moradores do bairro, que moram em outros estados e ficaram encantados ao ver o local onde passaram suas infâncias. O grupo ainda faz várias citações de locais como a E.E. Leonor Quadros, onde parte do clipe foi gravada, o Poupa Tempo. Exalta ainda os times de várzea, como o Mickey e a Portuguesinha do Jardim Miriam. O grupo também faz critica social. “…Aqui não tem cultura;aqui não tem lazer;Esquecida pelo homem;Mas por Deus nunca vai ser…” Mensageiro faz com que os moradores do Jardim Miriam, sintam orgulho do bairro, mesmo que acostumados com …

Muito antes da globalização

Por Sylvio Micelly Na metade final dos anos 90, século e milênio passados, uma iniciativa do jornalista Sergio Pires fez com que surgisse O Bairro. O periódico, que teve cerca de uma dúzia de edições, tinha como missão “Pensar globalmente, agir localmente“, célebre ensinamento do sociólogo alemão Ulrich Beck.Era um outro período. A internet caminhava a passos lentos, ainda era discada e cara, o que restringia o acesso às madrugadas. Redes sociais, no máximo, era uma agenda com alguns contatos importantes, muito antes do termo networking. À época, a diagramação dos jornais era híbrida, parte em programas de computação avançados para aqueles anos, parte ainda feito na unha, em notívagas sessões de past-up. Algo, porém, não mudou. Sergio Pires anteviu que o mundo seria globalizado e que discutiríamos as desavenças do Irã e dos Estados Unidos ou a mudança de rumos do mais novo casal real britânico. Mas… os problemas que realmente nos afetam – saneamento, buracos nas ruas, segurança etc – seriam relegados às planilhas estatísticas e aos discursos das campanhas políticas. O jornal cumpriu seu papel …