Cidade Ademar
Deixe um comentário

Fundos da EE Leonor Quadros é preocupação para comunidade do Jd Miriam

Fundos da Escola Estadual Leonor Quadros foi capinado neste final de semana – Foto de Sérgio Pires

Os fundos da Escola Estadual Leonor Quadros é preocupação para a comunidade do Jardim Miriam. Com o mato que cresce rapidamente em um extenso terreno e com as constantes invasões de usuários de drogas o espaço é risco para a comunidade que passa pelo local e temem o entra e sai de pessoas que pulam o muro da escola a cada instante. A reportagem esteve na calçada da escola no dia 23 de novembro onde testemunhou os problemas e depois voltou ao espaço nesta segunda-feira, dia 7 de dezembro, onde testemunhou novas invasões.

Ao contrário das demais escolas, onde a frente fica na avenida principal, no Leonor é ao contrário, a frente fica na rua lateral Baltazar Gomes de Alarcão e os fundos da unidade ficam em frente a um dos corredores do trólebus mais importantes de São Paulo, na Avenida Cupecê, sendo exposta diariamente por milhares de pessoas que passam de carro, de trólebus ou mesmo a pé.

Todos puderam testemunhar o mato que cresce aos fundos e veem as pessoas que invadem o espaço. Por conta disto, a redação do jornal O Bairro recebeu denuncias para apurarmos o caso, e no dia 23 de novembro a reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria da Educação para apuração do problema.

No último final de semana, todo o terreno foi limpo, assim como o muro que estava quebrado por conta das invasões foi arrumado. “Não adianta, vai crescer rapidamente e quase nunca limpam este espaço. Sou estudante do 9º ano matutino e este problema é constante. Para piorar a quadra que usamos é suja, às vezes tem muitas garrafas pet abandonadas”, disse o estudante que preferiu não se identificar.

Em frente à escola fica o ponto final da linha 5290, onde ficam vários ônibus estacionados. Um dos funcionários falou com a reportagem e afirmou que as invasões são diárias. “Os nóias pulam aí a cada 10 minutos. Deve ter gente ai dentro agora. Mas eles pulam escondidos da direção. Sabemos que a direção da escola faz um bom trabalho, mas eles fazem o que podem, pois a escola é muito grande e este fundo está abandonado”, disse um funcionário da empresa que preferiu não ser identificado.

No momento em que a reportagem falava com este funcionário, um rapaz que estava dentro da escola, pulou o muro para fora caindo bem à nossa frente e fumando começou a nos encarar. Neste momento, por motivos de segurança, o funcionário da empresa chamou a reportagem para dentro de um estabelecimento onde estavam os demais trabalhadores da empresa, até que o jovem tivesse ido embora.

Um morador da rua, afirmou que gosta de ser vizinho do Leonor Quadros. “Cheguei aqui em 1970 e logo em seguida começaram a construir esta escola. Meus filhos estudaram aqui, mas afirmo uma coisa: Só a limpeza da escola não adianta”, relatou o morador.

Em nota, a Secretaria da Educação respondeu que: a Diretoria Regional de Ensino esclarece que o terreno da EE Leonor Quadros foi capinado durante esta semana. Em relação à quadra e ao muro da unidade, um técnico da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) realizou uma vistoria para viabilizar os reparos e manutenções necessárias. Informou ainda que em 2018, a escola passou por uma reforma com investimento de mais de R$ 1,4 milhão. Neste ano, a unidade recebeu também, através do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE Paulista), mais de R$270 mil para aquisição de insumos, reformas e manutenções pontuais. Cabe reiterar que a Seduc-SP possui parceria com a Ronda Escolar da Polícia Militar para policiamento no entorno das unidades. A DE está à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Caso antigo – Em 2017 o mesmo fundo da escola ganhou manchete nos principais jornais por conta de constantes invasões de usuários de drogas em uma antiga cabine de energia, que ficava no terreno. Este espaço foi demolido, mas as invasões voltaram pouco tempo depois.

Veja as imagens do dia 23 de novembro

O muro estava quebrado pela constantes invasões pela Avenida Cupecê
Fundos do terreno com mato e ainda o entulho da antiga cabine de energia que foi demolida há três anos
Vista da EE Leonor Quadros da Avenida Cupecê
Antiga quadra do Leonor Quadros

Imagens tiradas nesta segunda-feira, dia 7 de dezembro

Fundos da EE Leonor Quadros
Mato foi completamente limpo da EE Leonor Quadros
Muro foi arrumado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s