Dia: 18 de abril de 2020

Bancos e Governo dizem: “Quem quer $$”, mas quem precisa não recebe

Desde o inicio da pandemia do Covid-19 medidas dos Governo Federal, Municipais e Estaduais junto com os bancos, iniciaram uma série de medidas de crédito para as pessoas e as empresas. Demorou para que o auxilio de R$ 600 fosse aprovado, pois o valor proposto inicialmente era de R$ 200 e ainda assim, pessoas se aglomeram para tentar fazer o cadastro para aguardarem ainda a aprovação para receber o auxilio. Já para as empresas o Governo agiu mais rápido, mas as exigências são grandes e não incluem empresas endividadas que estão fadadas a falência imediata. Mas não era tão simples assim, um probleminha se quer no CPF e nada feito, a pessoa não recebe, pois seu cadastro não é aceito. Na última quarta-feira, dia 15, o juiz federal Ilan Presser, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), suspendeu a exigência de regularização do CPF para que a pessoa possa receber o auxílio emergencial de R$ 600. Mesmo assim, as filas nas agências não diminuíram, pois falta acessibilidade e informações às pessoas que mais precisam …