Mês: dezembro 2019

Prefeitura promove seleção de 60 vagas temporárias

As oportunidades são exclusivas para refugiados, idosos, mulheres e homens trans Nesta quinta-feira, 5 de dezembro, será realizado processo seletivo para 60 vagas temporárias para o cargo de operador de vendas e serviços. A ação é uma parceria das secretarias de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo. As vagas são exclusivas para refugiados, idosos e mulheres e homens trans e a seleção será feita pelos técnicos do Cate – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo. As oportunidades são para uma rede de loja de vestuário e não será exigido dos candidatos experiência na área de vendas, mas é preciso ter ensino médio completo. O salário é de R$ 6,39 por hora e o trabalho temporário será desenvolvido entre os dias 11 e 24 de dezembro, com horário de trabalho das 13h às 22h em sistema de escala. Os candidatos que passarem no processo seletivo irão trabalhar em shoppings das regiões sul da capital e terão acesso a vale transporte oferecido pela empresa. Para quem deseja …

Você é o que você paga

Por Sérgio Pires – Nossas vidas estão associadas às várias contas que temos que pagar em nosso dia a dia e temos que nos orgulhar de algumas e nos decepcionar com a maioria delas. Algumas fazem jus ao que necessitamos, mas a maioria não serve absolutamente para nada. Começo por este que voz escreve estas linhas, que ao checar meu extrato bancário me decepcionei ao notar em tantas futilidades, mesmo andando sem nenhuma moeda ou nota na carteira ou no bolso, apenas o cartão do banco, que é a prova cabal, pois deixa um enorme rastro no extrato. Antes, andava com dinheiro vivo, e o meu rastro era o número de objetos que acumulava em casa, como a revistas, jornais, cds, discos e livros. Hoje tenho uma coleção enorme destes objetos, uma coleção de aproximadamente 1 mil discos, hoje reduzida a 500, e o mesmo número de CDs, entre outras tranqueiras que acumulam os espaços de casa. O escritor Oscar Wilde, dizia que a pessoa é o que ela lê. Neste mesmo raciocínio eu levava …

Penúltima audiência do Orçamento 2020 é realizada na zona Sul

DANILO MEIRA (Da Câmara Municipal) Cidade Ademar, Santo Amaro e Jabaquara foram os bairros em debate na penúltima Audiência Pública do Orçamento 2020, realizada pela Câmara Municipal de São Paulo no CEU (Centro Educacional Unificado) Alvarenga, localizado no Balneário São Francisco, na zona Sul da cidade. Cerca de 100 munícipes debateram os principais problemas do bairro, apresentaram suas propostas e demandas para a região – desses, 25 se inscreveram para falar, além de outros que apresentaram suas sugestões e críticas por escrito. O munícipe Benedito Oliveira sugeriu mais investimentos em áreas de risco. “Tivemos problemas em nossa região, que conta com afluentes da [represa] Billings. Sem investimentos, teremos problemas com as chuvas”, afirmou Oliveira. A conselheira participativa Renata Paranhos, por sua vez, criticou a redução no orçamento para a subprefeitura de Cidade Ademar. Na comparação com o valor deste ano, houve redução de 29%. “Estamos na luta por um CEU e por moradia, e isso preocupa. Queremos um aumento nesse valor”, comentou Renata, antes de destacar a importância da Audiência Pública sobre o Orçamento ser …

Você ainda mora no mesmo lugar?

Sim. É o que respondo quando me perguntam onde moro. Ainda é o mesmo lugar, desde os tempos de criancinha (foi ontem!), quando jogava bola descalço no asfalto novo. As meninas com pedaço de tijolo baianinho faziam aquelas amarelinhas e de vez em quando tentávamos ir do céu ao inferno. Passava quase nenhum carro, pois quase ninguém tinha. Os poucos eram demorados, e como é descida, sempre um de nós ficávamos atrás do gol para pegar a bola e de vez em quando avisar os times que vinha carro, ou quando passava alguma mulher com criança no colo. Conhecia todo mundo, ficava o dia inteiro na rua. Só entrava em casa para almoçar ou jantar.Hoje perdi a paciência. Ao chegar na Rua Santo Afonso, fiquei 15 minutos presos em um trânsito daqueles. Mas daqueles mesmos de ficar nervoso, pois ali, até dias atrás, a rua mal aparecia no mapa, e agora ela foi promovida: é avenida.Devido ao movimento, muitas casas, cederam espaço ao comércio. Com isso, muitos amigos deixaram o local. Agora, em menos de …

As poéticas do empoderamento

Por Sérgio Pires No último final de semana, compareci a uma ótima exposição “As Poéticas do Empoderamento” na Caixa Cultural São Paulo, que fica ao lado do metrô Sé. Esta exposição quebrou certos tabus que que tinha em relação aos blocos de axé que existem na Bahia. É uma ótima oportunidade para quebrar preconceitos (se caso tiver) referentes ao estilo musical, que esta ligado diretamente a cultura de um povo. Esta exposição traz à tona a luta por afirmação, conhecimento e autoestima, e aborda religião, dança, poesia, política,  e também toda a indumentária afro. Data: 13/11/2019 a 19/01/2020Horário: Terça a DomingoHorário da Bilheteria: 9h às 19h Local: Galeria D. Pedro IIEntrada:Valor do Ingresso: Grátis