Cidade Ademar
Deixe um comentário

Castramóveis permitirão 24 mil castrações de cães e gatos em áreas carentes da cidade

Foram apresentadas as cinco unidades que funcionarão por meio de parcerias com entidades

De Secretaria Especial de Comunicação

Cinco ônibus de castração que irão atuar no município realizando esterilização cirúrgica de cães e gatos foram apresentados na Praça Charles Miller, no Pacaembu, Zona Oeste. Conhecidos como Castramóveis, a atuação dos veículos tem o objetivo de garantir mais de 24 mil castrações nas regiões mais carentes da cidade, predominantemente nas regiões Norte, Sul e Leste, atendendo a uma demanda constante da população.

“Serão cinco unidades, que irão percorrer todos os cantos da cidade, em especial os pontos mais periféricos, para que possamos ampliar o número de castrações anuais, de 95 mil para 120 mil animais, reduzindo a fila que temos hoje para este procedimento que em alguns bairros chega a seis meses de espera, além de diminuir o número de animais abandonados”, disse o prefeito Bruno Covas.

Os Castramóveis funcionam prestando apoio ao Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos do município, com o atendimento em locais que não dispunham de clínicas ou equipamentos públicos adequados para a realização de mutirões de castração.

A estimativa de atendimento diário seja entre 80 e 150 animais em cada unidade. Os cinco ônibus são equipados com um centro cirúrgico apto a realizar todas as intervenções necessárias para um atendimento de qualidade aos animais. Para funcionar, as unidades dependem de estruturas planas, com rede elétrica, hidráulica e um espaço adequado para a montagem das tendas de apoio.

Para a realização dos serviços, a Secretaria Municipal de Saúde possui um contrato com cinco entidades: Associação de Controle de Natalidade Animal (Acona), Associação Mulheres Protetoras de Animais Abandonados e Rejeitados (Ampara Animal), Clínica Veterinária Estimakão, ONG Recanto dos Fofinhos e Patas de Ouro Comércio de Produtos Veterinários LTDA, que são responsáveis pela disponibilização dos veículos credenciados, mão de obra, manutenção e todo o funcionamento dos equipamentos.

Esta iniciativa foi viabilizada por meio de uma emenda parlamentar do vereador Xexéu Tripoli, que disponibilizou a verba de R$ 2 milhões para o programa. “A gente acredita que o trabalho de castração, de registro dos animais e campanhas de adoção é o que podemos fazer de melhor para acabarmos com a situação de animais abandonados na cidade”, disse o vereador.

Entre os serviços oferecidos, também estão previstos a identificação dos animais com microchip, orientações sobre guarda responsável e a emissão de Registro Geral Animal (RGA) para cães e gatos.

“Ações como essa são de suma importância tanto para a população como para os animais. A castração promove o bem-estar do animal, garante mais saúde para ele, além de trazer benefícios também para as pessoas. Com a castração e com a adoção você reduz o número de animais abandonados, que no Brasil chega hoje a 30 milhões”, disse a diretora da Ampara Animal, Raquel Facuri.

Como funciona:

O serviço está disponível a cães e gatos com idade entre 3 meses e 10 anos pertencentes aos munícipes que moram na cidade de São Paulo. Os responsáveis pelo serviço farão a divulgação prévia das ações informando local, data e regras para inscrições. Faixas deverão ser colocadas nos locais de grande circulação, como escolas, supermercados ou unidades de saúde, entre outros, nos dez dias que antecederem a data das inscrições. A divulgação também poderá ser feita por outros meios de divulgação adicionais, como redes sociais. Clique aqui e acompanhe o cronograma inicial dos Castramóveis

Para agendar a cirurgia, o animal não precisa estar presente. Os interessados devem comparecer um dia antes aos locais divulgados com CPF, RG, comprovante de residência atualizado em nome do tutor do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver. Neste dia, a castração será agendada e o tutor receberá as orientações necessárias para o procedimento.

Os atendimentos serão feitos em ônibus totalmente preparados e equipados de acordo com as exigências na resolução 2579, de outubro de 2016, do Conselho Regional de Medicina Veterinária, que normatiza os procedimentos de contracepção de Cães e Gatos em mutirões de esterilização no Estado de São Paulo.

Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos

O Programa Permanente de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos (PPCRCG) é um serviço da Prefeitura de São Paulo que é oferecido à população desde 2001, conforme a Lei Municipal nº 13.131/2001. Nesses anos de atuação, mais de um milhão de animais, entre cães e gatos, foram castrados. O serviço é gratuito e está disponível a todo munícipe residente na cidade de São Paulo que possua animais de estimação.

Para agendar a castração, é necessário comparecer a Divisão de Vigilância em Zoonoses (DVZ) ou as Unidades de Vigilância em Saúde (UVIS) – clique aqui e confira os endereços – com os seguintes documentos: CPF, RG, comprovante de residência atualizado em nome do tutor do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver.

O atendimento pelas clínicas veterinárias contratadas é realizado mediante cadastro prévio dos interessados, que devem obter o Termo de Encaminhamento e escolher a clínica mais próxima à sua residência, para a realização das cirurgias de esterilização. De posse desse termo, o interessado pode fazer o agendamento por telefone.

Importante: o Registro Geral do Animal (RGA) será emitido gratuitamente no ato do cadastro.

Além do serviço de castração gratuita ao munícipe, a Prefeitura oferece ainda esterilização cirúrgica aos animais tutelados por protetores independentes cadastrados, sem limite do número de procedimentos para eles.

O Setor de Atividades Cirúrgicas de 2011 a 2018 realizou 35.261 castrações e o Núcleo de Esterilização Cirúrgica realizou, no mesmo período, 16.007 esterilizações. Os cinco castramóveis irão contribuir para uma estrutura que já é formada por 11 clínicas veterinárias e 10 ONGs.

Mutirões

Os mutirões abrangem regiões classificadas como prioritárias, de acordo com critérios epidemiológicos, demográficos e sociais, destinado a atender a população de maior vulnerabilidade social e, portanto, menor acesso à serviços médicos veterinários.

A atividade é realizada por ONGs contratadas em unidades escolares, associações de bairro, paróquias, entre outros, que concedem o espaço para a realização dos procedimentos cirúrgicos de esterilização. A divulgação desses mutirões é realizada pelas ONGs junto à população local para cadastramento dos animais.

Identificação

Os animais castrados pelo Programa Permanente de Controle Reprodutivo recebem vacina contra raiva e são identificados por microchip e pelo Registro Geral do Animal (RGA).

O RGA é obrigatório por Lei no município de São Paulo (Lei Municipal 13.131/2001) a todos os cães e gatos com idade superior a três meses de idade e facilita a localização dos tutores no caso de animais perdidos. Consiste em carteira timbrada e numerada, na qual constarão dados do proprietário e do animal, e plaqueta de identificação com número correspondente ao do RGA, que deverá ser fixada à coleira do animal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s